13.04.2020

234

3

Loading...

Como clínicas e cardiologistas podem continuar atendendo durante a pandemia da COVID-19?

Quem tem problemas no coração precisa continuar o acompanhamento de seus tratamentos cardiológicos, mas é preciso ter cuidado, pois estão inclusas no grupo de risco do Novo Coronavírus.

Por isso, muitas clínicas e cardiologistas passaram a adaptar os consultórios e realizar ações para continuar atendendo durante a epidemia da COVID-19. Nós separamos algumas dicas e trouxemos para que outros profissionais possam conferir e utilizar. Veja!

Consultas com intervalo de uma hora

Uma das recomendações é evitar a aglomeração de pessoas e, uma maneira de cumprir esse objetivo é agendando as consultas com uma hora de intervalo. Ainda há a vantagem de que cliente acaba se sentindo mais bem atendido.

Utilização de EPI e limpeza ainda mais frequente

Como o contato com os pacientes aumenta as chances de contaminação, é importante seguir algumas medidas de prevenção. Profissionais da saúde precisam utilizar gorro, óculos de proteção, máscara cirúrgica, avental e luvas de procedimento.

Aqueles que possuem contato direto com pacientes confirmados com COVID-19 precisam ter cuidados adicionais, como você pode conferir no documento disponibilizado pela ANVISA.

O ambiente precisa ficar sempre ventilado e as superfícies precisam ser limpas constantemente com álcool 70%, hipoclorito de sódio ou outro desinfetante indicado para esta finalidade.

Restrição de itens compartilhados

Existem alguns cuidados que nem sempre são pensados como importantes, mas fazem muita diferença. Objetos compartilhados como canetas, pranchetas e telefones precisam ter uso restringido ou ao menos limitado e é imprescindível que seja feita a correta  higienização entre um uso e outro.

Conscientização da importância da prevenção da COVID-19

No momento do agendamento das consultas, é importantes garantir que todos os pacientes sejam questionados sobre a presença de sintomas de infecção respiratória e histórico de viagens para áreas com transmissão do novo coronavírus (COVID-19) ou contato com possíveis pacientes infectados.

Além disso, todos os que estiverem trabalhando no local precisam ser conscientizados sobre a importância das medidas de prevenção que serão adotadas.

Implantação da telemedicina e atendimento por vídeo

A Telemedicina é uma área da telessaúde que permite  a interpretação de exames e a emissão de laudos médicos à distância. Já havia uma resolução publicada pelo CFM em 2002 (nº 1.643) que liberava este tipo de serviço, incluindo a possibilidade da emissão de laudos à distância, mas havia algumas limitações: Era preciso que estivesse em situações emergenciais ou por solicitação de médico responsável .

No dia 19 de março de 2020, o Conselho Federal de Medicina informou ao Ministério da Saúde o reconhecimento da possibilidade e a eticidade de uso da telemedicina no Brasil também em outras situações durante o período do combate à pandemia da COVID-19.

Estão liberados os usos em três moldes:

  • Teleinterconsulta: troca de informações e opiniões exclusivamente entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.
  • Teleorientação: atendimento e orientação à distância de pacientes em isolamento.
  • Telemonitoramento: monitoramento à distância de parâmetros de saúde e/ou doenças.

No entanto, de acordo com o CFM, os serviços só podem ser prestados com “infraestrutura tecnológica apropriada, pertinente e devem obedecer às normas técnicas do CFM pertinentes à guarda, manuseio, transmissão de dados, confidencialidade, privacidade e garantia do sigilo profissional”.

A Micromed recentemente criou a Iniciativa Response e disponibilizou 60 dias grátis da plataforma de telecardiologia Micromed Thundera One. Além disso, também passou a disponibilizar uma solução de atendimento por vídeo e uma plataforma de interconsulta gratuita para Centrais de Telecardiologia usuários da plataforma Micromed Thundera.Para obter acesso a essas soluções é preciso apenas realizar um cadastro simples.

Informe os clientes sobre os cuidados da clínica

Muitos pacientes estão cancelando suas consultas com medo de serem infectados. Por este motivo, é importante contatá-los e informá-los sobre a importância da continuidade do tratamento e como a clínica está seguindo as diretrizes da ANS,  cuidando da higienização do ambiente e evitando os riscos de contaminação de pacientes e colaboradores.

Aproveite o momento para transmitir informações

Neste momento, quaisquer orientações de saúde podem ser essenciais para manter a conscientização. As clínicas podem realizar bate-papo online com os médicos em lives e vídeos nas redes sociais, cada um sobre a especialidade em que atuam.

Dessa maneira, é possível transmitir segurança, mostrar solidariedade e aumentar o vínculo com os pacientes, inclusive reduzindo o número de cancelamento de exames.

Gostou das dicas e já sabe como continuar atendendo seus pacientes durante a pandemia da COVID-19? Compartilhe este artigo para que outras pessoas possam ter acesso a essas informações.

por Admin Micromed