09.09.2022

24

0

Loading...

Setembro Vermelho e a saúde do coração

No dia 29 de setembro, comemora-se o Dia Mundial do Coração. Por isso, durante todo o mês, as principais entidades do setor realizam ações voltadas para a conscientização sobre a importância da saúde cardiovascular. Esse movimento é conhecido como Setembro Vermelho.

A Micromed também apoia este propósito, por meio da tecnologia e da inovação de seus equipamentos, que facilitam o diagnóstico precoce de doenças cardiovasculares. Além disso, o Evento Zero, iniciativa criada pela Micromed, que busca reduzir os impactos dos eventos cardiológicos causados por negligência no Brasil, atua em sinergia com as ações do Setembro Vermelho. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre a importância dessa campanha para médicos e pacientes.

 

A importância de prevenir doenças do coração

Segundo dados recentes, as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) são a principal causa de morte no mundo inteiro. E cerca de 45% desses óbitos por DCNT – ou seja, mais de 17 milhões de pessoas, anualmente – são causadas por doenças cardiovasculares.*

No Brasil, mais de 30% das mortes por DCNT ocorrem por problemas relacionados à saúde do coração. Em outras palavras, a cada 3 óbitos por doenças crônicas, 1 deles é por infarto, insuficiência cardíaca, AVC, doenças arteriais ou do gênero. Um dado preocupante.

Embora o diagnóstico dessas doenças seja o primeiro passo para o cuidado e tratamento, a maioria dessas mortes ocorrem por falta de informação ou acompanhamento médico. Além disso, os hábitos, o ritmo de vida, a alimentação e o tabagismo são fatores que influenciam diretamente na saúde cardiovascular – e que podem agravar o quadro do paciente “silenciosamente”.

Por isso, a importância da conscientização: visitar um especialista regularmente auxilia na identificação precoce desses problemas. Ao mesmo tempo, amplia a possibilidade de um tratamento mais eficiente e com maiores chances para os pacientes.

 

Aliados e vilões da saúde cardiovascular

Você já deve ter ouvido falar neles: os maiores aliados do nosso coração são os hábitos saudáveis que adotamos na rotina. Entretanto, é preciso ir além e trabalhar para suprimir os vilões da saúde cardiovascular. Vamos conhecer alguns deles?

Vilões:

  • Tabagismo
  • Consumo exagerado de álcool
  • Alimentação gordurosa
  • Estresse e sedentarismo
  • Obesidade

Aliados: 

  • Prática de atividades físicas
  • Noites regulares de sono
  • Alimentação balanceada
  • Consulta regular ao cardiologista


Como vimos, não fumar e não abusar do álcool já ajudam a evitar problemas. Mas acrescentar uma
rotina de exercícios físicos promove muito mais saúde e longevidade ao coração. Primeiro, porque estimula a vascularização (criação de novos vasos sanguíneos, que auxiliam na irrigação do órgão). Segundo, porque, como todo músculo do corpo, o coração desenvolve melhor seu potencial quando é exercitado regularmente – através de exercícios aeróbicos, por exemplo.

Da mesma forma, uma alimentação balanceada, rica em fibras e pobre em gorduras, ajuda a manter as artérias livres de colesterol ruim. Assim, aliando noites regulares de sono, é possível manter sob controle a pressão arterial e permitir a livre circulação de sangue pelo coração. Em resumo, é importante munir-se de aliados que promovam mais saúde e qualidade de vida na sua rotina.

 

OMRON e Micromed juntas no Setembro Vermelho

Parceira da Micromed nesta missão, a OMRON é líder em equipamentos para monitoramento da pressão arterial, no mundo todo. Assim, além de desenvolver tecnologias que facilitam o cuidado à saúde do coração, a OMRON compartilha conosco o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância do tema. Juntos, munimos profissionais e médicos com informação e as melhores tecnologias na luta por mais saúde e maior prevenção das doenças cardiovasculares.

Quer saber mais sobre esta parceria e sobre o Evento Zero? Conheça a iniciativa clicando aqui e leia na íntegra o artigo sobre a sinergia entre as duas marcas.

 

Fontes:
*Estatística Cardiovascular – Brasil 2020
**Organização Mundial da Saúde (OMS)

Fique por dentro:
Saúde da mulher: como cuidar melhor do coração
Os efeitos do exercício físico no metabolismo e no desempenho aeróbico

por Agência Ouzzi